Chuva na Zona da Mata Mineira termina com morte e desabrigados.

As cidades da Zona da Mata, em Minas, começaram a contabilizar os estragos para realizar os reparos dos prejuízos causados após a passagem da chuva desta sexta-feira (19) pela região.

Em Orizânia, por exemplo, a prefeitura decretou situação de calamidade pública após o rio Carangola transbordar com o grande volume de chuva. A força da água provocou inundações, alagamentos, enxurradas e outros danos no município.

Orizânia

Segundo o executivo, agentes da prefeitura estão tomando as providências para restabelecer o abastecimento na cidade. Com isso, a administração solicitou aos moradores que economizem água.

Divino

De acordo a Defesa Civil Estadual, com o risco de novas inundações, as pessoas que moram nas proximidades do rio foram retiradas de suas residências e levadas para pontos de apoio.

Em Divino, cidade da mesma região, a cidade também registrou queda de barrancos, inundações e outros prejuízos durante a chuva.

Carangola

A ocorrência mais grave foi a morte de uma mulher, de 44 anos. O muro da residência, onde ela morava, não aguentou o grande volume de água e desabou, caindo sob a vítima. O marido dela e os três filhos conseguiram escapar.

Orizânia

Situação em Carangola devido à chuva de acordo com o Corpo de Bombeiros :
Foram realizados 42 salvamentos de pessoas que estavam ilhadas em risco e 2 pessoas afogadas grau 1(nessa classificação a vítima apresenta tosse devido ter ingerido água em grande quantidade), 4 pessoas em situação de risco iminente de desabamento de edificação em local de difícil acesso.
No levantamento de pessoas afetadas foram registrados 26 desabrigados e 5 desalojados, sendo que esse número não reflete a situação real, pois o município foi afetado de forma severa, sendo que a Secretaria de Assistência Social está visitando os locais e realizando cadastros das pessoas afetadas.
O nível da água está baixando lentamente, mas ainda há muitos locais inundados.
Uma aeronave do Corpo de Bombeiros compareceu na cidade, mas não foi necessário empenho em atendimento, pois o local em risco foi atendido por equipe terrestre.
Integrantes da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil estão na cidade e há previsão de presença do chefe do Gabinete Militar ainda hoje.
Uma equipe especializada do Pelotão de Emergências Ambientais e Respostas a Desastres (PEMAD), de Juiz de Fora foi enviada para aquela cidade, dando apoio aos demais militares.

Fotos: Silvan Alves

Fonte: Rádio Itatiaia

 

site do café

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *